sexta-feira, 24 de outubro de 2014





Lista dos presidentes do Brasil por mandato:
Nº - Presidente - Início do mandato - Fim do mandato - Partido - Vice-presidente(s)
1 - Marechal Deodoro da Fonseca - 15/11/1889 - 23/11/1891 - militar - Floriano Peixoto

2 - Floriano Peixoto - 23/11/1891 - 15/11/1894 - militar - nenhum

3 - Prudente de Morais - 15/11/1894 - 15/11/1898 - Partido Republicano Federal - Manuel Vitorino

4 - Campos Sales - 15/11/1898 - 15/11/1902 - Partido Republicano Paulista - Rosa e Silva

5 - Rodrigues Alves - 15/11/1902 - 15/11/1906 - Partido Republicano Paulista - Silviano Brandão e Afonso Pena

6 - Afonso Pena - 15/11/1906 - 14/06/1909 - Partido Republicano Mineiro - Nilo Peçanha

7 - Nilo Peçanha - 14/06/1909 - 15/11/1910 - Partido Republicano Fluminense - nenhum

8 - Hermes da Fonseca - 15/11/1910 - 15/11/1914 - Partido Republicano Conservador - Venceslau Brás

9 - Venceslau Brás - 15/11/1914 - 15/11/1918 - Partido Republicano Mineiro - Urbano Santos

Rodrigues Alves — Partido Republicano Paulista - Delfim Moreira

10 - Delfim Moreira - 15/11/1918 - 28/07/1919 - Partido Republicano Mineiro - nenhum

11 - Epitácio Pessoa - 28/07/1919 - 15/11/1922 - Partido Republicano Mineiro - Delfim Moreira e Bueno de Paiva

12 - Artur Bernardes - 15/11/1922 - 15/11/1926 - Partido Republicano Mineiro - Estácio Coimbra

13 - Washington Luís - 15/11/1926 - 24/10/1930 - Partido Republicano Paulista - Melo Viana

Júlio Prestes - Partido Republicano Paulista - Vital Soares

Augusto Fragoso, Isaías de Noronha e Mena Barreto - 24/10/1930 - 03/11/1930 - militares - nenhum

14 - Getúlio Vargas - 03/11/1930 - 29/10/1945 - Aliança Liberal - nenhum

15 - José Linhares - 29/10/1945 - 31/01/1946 - nenhum - nenhum

16 - Eurico Gaspar Dutra - 31/01/1946 - 31/01/1951 - PSD - Nereu Ramos

17 - Getúlio Vargas - - 31/01/1951 - 24/08/1954 - PTB - Café Filho

18 - Café Filho - 24/08/1954 - 8/11/1955 - PSP - nenhum

19 - Carlos Luz - 08/11/1955 - 11/11/1955 - PSD - nenhum

20 - Nereu Ramos - 11/11/1955 - 31/01/1956 - PSD - nenhum

21 - Juscelino Kubitschek - 31/01/1956 - 31/01/1961 - PSD - João Goulart

22 - Jânio Quadros - 31/01/1961 - 25/08/1961 - PTN - João Goulart

23 - Ranieri Mazzilli - 25/08/1961 - 07/07/1961 - PSD - nenhum

24 - João Goulart - 07/07/1961 - 01/04/1964 - PTB - nenhum

25 - Ranieri Mazzilli - 02/04/1964 - 15/04/1964 - PSD - nenhum

26 - Castelo Branco - 15/04/1964 - 15/03/1967 - ARENA (militar) - José Maria Alckmin

27 - Costa e Silva - 15/03/1967 - 31/08/1969 - ARENA (militar) - Pedro Aleixo

Junta Governativa Provisória de 1969 - 31/08/1969 - 30/10/1969 - militar - nenhum

28 - Emilio Medici - 30/10/1969 - 15/03/1974 - ARENA (militar) - Augusto Rademaker

29 - Ernesto Geisel - 15/03/1974 - 15/03/1979 - ARENA (militar) - Adalberto dos Santos

30 - João Figueiredo - 15/03/1979 - 15/03/1985 - PDS (militar) - Aureliano Chaves

Tancredo Neves - PMDB - José Sarney

31 - José Sarney - 15/03/1985 - 15/03/1990 - PMDB - nenhum

32 - Fernando Collor - 15/03/1990 - 29/12/1992 - PRN - Itamar Franco

33 - Itamar Franco - 29/12/1992 - 01/01/1995 - PMDB - nenhum

34 - Fernando Henrique Cardoso - 01/01/1995 - 01/01/2003 - PSDB - Marco Maciel

35 - Luís Inácio Lula da Silva - 01/01/2003 - 01/01/2011 - PT - José Alencar

36 - Dilma Rousseff - 01/01/2011 - 01/01/2015 - PT - Michel Temer

Lista dos Presidentes do Brasil por tempo no cargo:
Presidente - Tempo no cargo
Getúlio Vargas - 18 anos, 6 meses e 19 dias
Fernando Henrique - 8 anos
Luiz Inácio Lula da Silva - 8 anos
João Figueiredo - 6 anos
Gaspar Dutra - 5 anos
Juscelino Kubitschek - 5 anos
Ernesto Geisel - 5 anos
José Sarney - 5 anos
Garrastazu Médici - 4 anos, 4 meses e 17 dias
Prudente de Morais - 4 anos
Campos Sales - 4 anos
Rodrigues Alves - 4 anos
Hermes da Fonseca - 4 anos
Venceslau Brás - 4 anos
Artur Bernardes - 4 anos
Washington Luís - 3 anos, 11 meses e 14 dias
Epitácio Pessoa - 3 anos, 3 meses e 18 dias
Floriano Peixoto - 2 anos, 11 meses e 23 dias
Castelo Branco - 2 anos e 11 meses
Afonso Pena - 2 anos e 7 meses
João Goulart - 2 anos, 6 meses e 25 dias
Fernando Collor - 2 anos, 6 meses e 17 dias
Costa e Silva - 2 anos, 5 meses e 16 dias
Itamar Franco - 2 anos, 3 meses e 29 dias
Deodoro da Fonseca - 2 anos e 8 dias
Nilo Peçanha - 1 ano, 5 meses e 1 dia
Café Filho - 1 ano, 2 meses e 16 dias
Delfim Moreira - 8 meses e 13 dias
Jânio Quadros - 6 meses e 25 dias
José Linhares - 3 meses e 2 dias
Nereu Ramos - 2 meses e 21 dias
Ranieri Mazzilli - 26 dias
Augusto Fragoso - 11 dias
Carlos Luz - 3 dias
Júlio Prestes - não tomou posse
Tancredo Neves - não tomou posse
Dilma Rousseff - mandato de quatro anos a partir de 1º de janeiro de 2011.

Lista dos Presidentes do Brasil por data de nascimento:
Presidente - Data de nascimento - Lugar de nascimento
Deodoro da Fonseca - 5 de agosto de 1827 - Marechal Deodoro, Alagoas
Floriano Peixoto - 30 de abril de 1839 - Maceió, Alagoas
Campos Sales - 15 de fevereiro de 1841 - Campinas, São Paulo
Prudente de Morais - 4 de outubro de 1841 - Itu, São Paulo
Afonso Pena - 30 de novembro de 1847 - Santa Bárbara, Minas Gerais
Rodrigues Alves - 7 de julho de 1848 - Guaratinguetá, São Paulo
Hermes da Fonseca - 12 de maio de 1855 - São Gabriel, Rio Grande do Sul
Epitacio Pessoa - 23 de maio de 1865 - Umbuzeiro, Paraíba
Nilo Peçanha - 2 de outubro de 1867 - Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro
Venceslau Braz - 26 de fevereiro de 1868 - Brasópolis, Minas Gerais
Lula - 27 de outubro de 1945 - Garanhuns, Pernambuco
Fernando Collor - 12 de agosto de 1949 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Delfim Moreira - 7 de novembro de 1868 - Cristina, Minas Gerais
Augusto Fragoso - 28 de agosto de 1869 - São Luís, Maranhão
Washington Luiz - 26 de outubro de 1869 - Macaé, Rio de Janeiro
Artur Bernardes - 8 de agosto de 1875 - Viçosa, Minas Gerais
Julio Prestes - 15 de março de 1882 - Itapetininga, São Paulo
Getulio Vargas - 19 de abril de 1882 - São Borja, Rio Grande do Sul
Gaspar Dutra - 18 de maio de 1883 - Cuiabá, Mato Grosso
José Linhares - 28 de janeiro de 1886 - Baturité, Ceará
Nereu Ramos - 3 de setembro de 1888 - Lages, Santa Catarina
Carlos Luz - 4 de agosto de 1894 - Três Corações, Minas Gerais
Castello Branco - 20 de setembro de 1897 - Fortaleza, Ceará
Café Filho - 3 de fevereiro de 1899 - Natal, Rio Grande do Norte
Costa e Silva - 3 de outubro de 1899 - Taquari, Rio Grande do Sul
Juscelino Kubitschek - 12 de setembro de 1902 - Diamantina, Minas Gerais
Garrastazú Medici - 4 de dezembro de 1905 - Bagé, Rio Grande do Sul
Ernesto Geisel - 3 de agosto de 1907 - Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul
Tancredo Neves - 4 de março de 1910 - São João del Rei, Minas Gerais
Ranieri Mazzilli - 27 de abril de 1910 - Caconde, São Paulo
Janio Quadros - 25 de janeiro de 1917 - Campo Grande, Mato Grosso do Sul
João Figueiredo - 15 de janeiro de 1918 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
João Goulart - 1 de março de 1919 - São Borja, Rio Grande do Sul
José Sarney - 24 de abril de 1930 - Pinheiro, Maranhão
Itamar Franco - 28 de junho de 1930 - Salvador, Bahia
Fernando Henrique - 18 de junho de 1931 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Luiz Inácio Lula da Silva - 27 de outubro de 1945 - Garanhuns*, Pernambuco
Dilma Rousseff - 14 de dezembro de 1947 - Belo Horizonte, Minas Gerais
Fernando Collor - 12 de agosto de 1949 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

quinta-feira, 22 de maio de 2014



História da extinta Tv Guajará 


A TV Guajará foi uma emissora de TV brasileira sediada em Belém, capital do estado do Pará, que entrou no ar em 27 de março de 1967 e permaneceu no ar até 10 de março de 1995 no canal 4. Foi à segunda emissora de TV paraense a entrar no ar, depois da TV Marajoara, em 1961.
De 1967 até 1980, a emissora funcionava no Edifício Manoel Pinto da Silva, no centro de Belém, o mais alto prédio da cidade na época. Em 1980, a emissora mudou de endereço depois de comprar o prédio que serviu a sede da recém-extinta TV Marajoara, na Avenida Governador José Malcher, também no centro de Belém, permanecendo até a extinção em 1995.
O político Lopo de Castro entrou com autorização do governo federal para uma segunda emissora em Belém. Com a aprovação, escolhia o local para instalar a futura emissora.
O edifício Manoel Pinto da Silva era na época o edifício mais alto da cidade, foi escolhido como local ideal para a instalação na nova emissora (o relevo da cidade não era acidentado e uma torre mais curta faria economia ao pouco dinheiro que a emissora possuía).
A nova emissora foi investida pelo político em CR$ 2 milhões de cruzeiros, com a mesma potência de transmissão da TV Rio.
Os estúdios foram instalados em forma de improviso em um apartamento no último andar do prédio. Todo o 25º andar do prédio foi ocupado pela nova emissora.

Lopo de Castro fez questão em adquirir equipamentos nacionais para a emissora, ao contrário das primeiras emissoras de TV, que traziam tecnologia dos Estados Unidos, Europa Ocidental e Japão. Foram câmeras, monitores, telecine, transmissores e antena na marca Maxwell, do engenheiro Jorge Edo Maxwell. Depois foram adquiridos os primeiros equipamentos importados: videotapes Ampex Quadruplex VR-1100 e VR-1200. Os equipamentos foram trazidos de São Paulo por avião da Paraense Transportes Aéreos, a pedido de Lopo.

Inauguração e Local (1967)
A TV Guajará entrou no ar em 27 de março de 1967, como nova concorrente da TV Marajoara, canal 2, no ar em 1961. A TV recebeu este nome em homenagem à baía que banha a cidade de Belém. A primeira marca, saci-pererê, foi também uma referência sobre as lendas da Amazônia e ideia do seu fundador Lopo de Castro, na época da emissora entrar no ar, era deputado federal pelo Pará e ex-prefeito de Belém por duas vezes nos anos 50 e também renomado médico da cidade.


Os estúdios da nova emissora de TV foram instalados facilmente, porém era mesmo difícil no edifício, para as câmeras driblarem uma coluna localizada no meio do "estúdio improvisado". Muitas vezes a coluna ganhava participação especial em meio às atrações ao vivo.
Entre os apresentadores que passaram pela emissora desde a fundação da emissora: Eloy SantosAmaury SilveiraEveraldo LobatoMãe CelinaIvo AmaralRonaldo Porto, José de ArimatéiaWladimir Costa, Lopo de Castro (próprio dono da emissora), José PauloCarlos SantosLinomar BahiaIsaac SoaresEdwaldo MartinsVera Cardoso, Thompson MotaJoaquim Antunes.
Inicialmente a programação era totalmente local, ao contrário da pioneira TV Marajoara, que era emissora própria da TV Tupi, da cidade de São Paulo (SP), que exibia tanto local e nacional. O que era exibido na época eram entrevistas e musicais, inclusive o telejornal Atualidades Guajará. A TV Guajará permanecia no ar apenas 3 horas toda a noite.
Ao contrário da maioria das emissoras de rádios e TVs no Brasil, o dono da Rádio Guajará AM (anos mais tarde, era criada a Rádio Guajará FM) e a TV Guajará era do casal: Conceição Lobato de Castro Guimarães (mais conhecida como “Dona Conceição”, Diretora-Presidente) e Doutor Lopo de Castro, proprietário da TV. A esposa assumiu a direção do canal nos primeiros anos, diante da impossibilidade do seu fundador assumir o cargo, por ser deputado em Brasília. O filho do casal, Lopo de Castro Jr. assumiria a direção geral da emissora poucos anos da extinção da emissora.


sexta-feira, 9 de maio de 2014


Não só hoje, mas todos os dias
Penso em ti com muito carinho
Ao ver-me forte cheio de vida
Devo a ti que me guiaste.

Deu-me a vida
Ensinou-me a vivê-la
Dos problemas resolvê-los
Dos medos me deste as mãos
Fazendo calmo meu coração.

Muitas vezes
Não só mãe foste pra mim
Pai, amigo, irmão, companheira das brincadeiras.

Sempre davas um jeitinho
De poder me acompanhar.
Segurou as minhas mãos
Me mostrando o caminho a seguir

Hoje sei como sofreste
Quando enfim soltou-me as mãos
Para que eu seguisse em frente.

Hoje sei
Que aplaude meus sucessos
Se entristece com meu pranto
Sei também que sempre estás
De braços abertos a me esperar.

Quero hoje minha mãe
Te dizer de coração
Peço a Deus que te abençoe
Sempre em minha oração

E te abraço hoje e sempre
Com muito amor e gratidão.

Feliz Dia das Mães!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013




 Papai Noel: um dos símbolos do Natal

Origem do Natal e o significado da comemoração
O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.
As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal.
Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa História.


                                                        

Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.

Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.

Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.

presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII. As músicas de Natal também fazem parte desta linda festa.

O Papai Noel : origem e tradição

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noele em Portugal de Pai Natal.

A roupa do Papai Noel 

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Curiosidade: o nome do Papai Noel em outros países

- Alemanha (Weihnachtsmann, O "Homem do Natal"), Argentina, Espanha, Colômbia, Paraguai e Uruguai (Papá Noel), Chile (Viejito Pascuero), Dinamarca (Julemanden), França (Père Noël), Itália (Babbo Natale), México (Santa Claus), Holanda (Kerstman, "Homem do Natal), POrtugal (Pai Natal), Inglaterra (Father Christmas), Suécia (Jultomte), Estados Unidos (Santa Claus), Rússia (Ded Moroz).